Partilhar
Atualizar assinatura
Obrigado por subscrever!
Assine hoje o Feito na Rússia e receba as notícias mais interessantes sobre negócios, exportação e cultura russa hoje
Mídias sociais e assinatura RSS

2020-05-15 05:42

A Rússia reduziu em 20% as exportações de petróleo através do oleoduto de Druzhba

Segundo a Agência Internacional da Energia, em Maio deste ano, o volume das exportações de petróleo russo através do oleoduto de Druzhba para a Europa será reduzido em 20%.

De acordo com os calendários preliminares, o volume das exportações marítimas deverá diminuir 800 mil barris por dia, bem como uma diminuição dos fornecimentos através do oleoduto de Druzhba para 675 mil barris por dia, ou seja, 20% menos do que no mês anterior.

Além disso, estima-se que a quebra nos embarques por oleoduto em Abril seja de 15%. A razão para tal foi a diminuição da procura provocada pela crise no contexto da actual situação epidemiológica.

O relatório assinala que a produção de petróleo e de condensados pelas empresas russas foi reduzida para 9,45 milhões de barris por dia, o que aproxima a indústria do objectivo da OPEP de 8,5 milhões de barris por dia, excluindo a produção de condensados.

Recordamos que, em 12 de Abril deste ano, 23 países da OPEP+ chegaram a um acordo para reduzir a produção de petróleo. Este acordo irá funcionar de 1 de Maio de 2020 a 1 de Maio de 2022.

O acordo OPEP+ é um passo natural e necessário por parte dos Estados produtores de petróleo para estabilizar o mercado causado pela pressão dos Estados Unidos da América. No entanto, o acordo não é capaz de se sobrepor ao declínio da procura mundial, uma vez que as reservas acumuladas até à data são enormes.

Segundo Alexander Novak, chefe do Ministério da Energia russo, se necessário, os participantes no acordo poderão tomar medidas adicionais para estabilizar o mercado.

Fabricado na Rússia // Fabricado na Rússia

Autor: Daria Vankova

Partilhar
São proibidos comentários após 5 dias desde as publicações devido à política editorial

Outras histórias