Partilhar
Atualizar assinatura
Obrigado por subscrever!
Assine hoje o Feito na Rússia e receba as notícias mais interessantes sobre negócios, exportação e cultura russa hoje
Mídias sociais e assinatura RSS
A divisão russa UMATEX desenvolve um novo sistema de reciclagem de materiais compósitos

2020-05-27 10:30

A divisão russa UMATEX desenvolve um novo sistema de reciclagem de materiais compósitos

A fábrica ZUKM da divisão UMATEX, uma parte da empresa estatal Rosatom, começou a testar novos equipamentos para o corte de fibras como parte da criação do seu próprio sistema único de reciclagem de compósitos.

O projecto tem como objectivo resolver o problema da reciclagem de resíduos da produção de fibra de carbono. Os especialistas da fábrica pretendem criar um sistema que garanta a reciclagem dos plásticos de carbono e a produção de novos produtos a partir deles. Prevê-se que a procura de bens produzidos no âmbito do novo projecto seja satisfeita por encomenda das principais empresas que operam em sectores estratégicos da indústria russa.

Os produtos criados preservarão todas as propriedades dos compósitos, o que permitirá a sua utilização numa vasta lista de empresas de produção pertencentes à indústria espacial, construção aeronáutica, construção naval, construção de máquinas, engenharia electrotécnica, produção de bens de consumo e outras.

A criação da sua própria divisão de tratamento de resíduos e a produção de novos produtos a partir deles faz parte dos planos da ZUKM para expandir os mercados de venda, garantir a diversificação das actividades e a estabilidade financeira da empresa.

Para referência:

A UMATEX é o único fabricante de fibra de carbono de ciclo completo na Rússia. A divisão inclui muitas empresas em regiões-chave da Rússia, casas comerciais próprias e um centro de investigação em Moscovo. A fim de desenvolver a indústria, foi criado o primeiro cluster inter-regional russo "Compósitos sem fronteiras", com a participação da UMATEX.

Autor: Anton Petrov

Fabricado na Rússia // Fabricado na Rússia

Partilhar
São proibidos comentários após 5 dias desde as publicações devido à política editorial